Obesidade infantil

Olá, hoje vamos abordar um assunto importantíssimo para a saúde dos nossos pequenos: a  obesidade infantil.

Isso mesmo, com a correria nossa de cada dia, acabamos deixando um pouco de lado os cuidados com a alimentação não conseguindo oferecer uma dieta adequada e equilibrada como nossas avós e mães faziam antigamente. Hoje infelizmente o prático está fazendo parte da nossa rotina. E isso faz parte da realidade de todos nós.

De acordo com os dados do Governo Federal de maio de 2015, 33,5% das crianças entre 5 e 9 anos estão com excesso de peso no Brasil e sabemos que isso é um fator de risco importantíssimo para doenças como diabetes, hipertensão e câncer. Isso na minha época de infância (não tão longe assim, gente!!!), era doença de idoso e não de criança.

Uma operadora de saúde fez recentemente uma campanha contra obesidade. Reuniu algumas crianças e pediu que elas desenhassem legumes, ai veio o susto… elas não sabiam do que se tratavam, pois os pais nunca tinham oferecido. Gente, isso é preocupante!!!!

Pensando nisso, fiquei imaginando como podemos lidar com essa situação sem que nossas crianças sofram com a realidade, porque, de verdade é muito bom ir a festas, comer bolo, docinhos, poder oferecer de vez em quando um fast food e fazer a alegria dos baixinhos, mas esse tipo de alimentação não deve entrar na rotina.

Quando a criança tem dificuldade em consumir verduras e legumes, uma dica é introduzi-los aos poucos e pedir ajuda na compra e no preparo. Isso costuma dar certo, mas é claro que não na primeira vez, né!!

Pratos decorados é uma dica que funcionou aqui em casa quando meus filhos eram menores, meu marido conseguiu um milagre, fazer com que eles comessem tomate, cenoura e repolho, dando “vida” a eles. Rs…

Eram mais ou menos assim…

Outras imagens legais que achei..

Outra ideia legal que tenho adquirido por conta da vida corrida, é dar uma breve cozida nos legumes e congelá-los depois. Assim, quando preciso, tiro do congelador, jogo água corrente e acrescento nas saladas.

Agora o mais importante é atribuir atividades que estimulem essas crianças a gastar energia. Sim, sim, eu sei que hoje elas preferem os famosos games, tablet, tv, etc., mas não podemos perder a oportunidades de jogar  bola com o pequeno, pular corda, ir ao parque de vez em quando e curtir um passeio de bike. Isso, além de estimular toda parte fisiológica, deixando seu pequeno  bemmm longe  do colesterol, diabetes, hipertensão,  vai proporcionar momentos que dinheiro nenhum pode pagar!

Pensando nesse assunto tão importante, nós, da Oitopeia, separamos algumas sugestões de  brinquedos que podem ajudar a deixar esses momentos mais divertidos:

– Kit pipa: não, você não vai comprar uma pipa pronta, seu filho (com sua ajuda, se necessário) vai fazer sua própria pipa e depois, correr e se divertir empinando-a.

 

KIT PIPA

– Jogo de tacos (ou bat): lembra deste jogo? Dava para ficar horas brincando com os amigos

-Pula cordapULA CORDA

 

 

– Bicicleta

Bichiclo2– Skate

SKATE

– Andamóbil

AndamobilPA204

Espero que tenham gostado do post.

Até mais.

Este post foi uma contribuição de:
Vanessa de Mucio Shirasawa – A Vanessa atua na área de saúde e cuidados com crianças desde 2003.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s